Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

O poder do Audi TT

Jonasnuts, 11.06.07


Correndo o risco deste Blog começar a parecer-se com um Blog automobilístico (e eu detesto categorização de Blogs) falo mais uma vez de condução.

A experiência de se conduzir um Smart ForTwo e um Audi TT, à mesma velocidade, note-se, numa qualquer auto-estrada é muito diferente.

Não me refiro obviamente à diferença de equipamentos entre um e outro (mais pedal menos pedal os dois vão aos mesmos sítios, mais cedo ou mais tarde), refiro-me à percepção que os outros têm.

Enquanto que eu posso ir a 120Km/h (deixa-me cá manter isto dentro dos limites da legalidade) no Smart, fazer luzes ao caramelo que vai na faixa da esquerda a 90Km/h e ele não sai da frente, com o TT passa-se o contrário. Posso ir a 90Km/h, não fazer luzes, e eles saem da frente como se eu fosse a 200Km/h.

O tuga ainda não percebeu que na maioria dos casos, não é o carro que faz o condutor, mas o condutor que faz o carro.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 11.06.2007

    É um facto. Mas há bons indícios.

    A velocidade é um bom indício, a distância que separa o corpo do volante, o número de mãos que agarra o volante, se consulta os retrovisores ou não, se tem uma cara ansiosa, se tem chapéu, se tem cabelo, a idade, o sexo.....sei lá, lembrei-me destes, de repente, mas haverá certamente mais.

    Ah. A decoração aplicada ao carro. Se tem naperons, peluches, coletinhos vestidos no banco do pendura, shunning, crucifixos, etc.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.