Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Ajuda, precisa-se

Jonasnuts, 10.06.12

Na tentativa (gorada ao longo dos anos) de não ter o puto a arrastar o cu pelas paredes durante 3 meses, do sofá para o computador, com breves passagens pela casa de banho, entre o computador, a televisão e as consolas, decidi criar-lhe um calendário de trabalho para férias.

 

Não pretendo dar-lhe aulas, nem quero que estude por manuais escolares. Mas há algumas actividades já identificadas que pretendem corrigir problemas específicos. Vai, é desta que vai, melhorar substancialmente a caligrafia, que eu não sei como é que os professores conseguem entender aquilo. Vai ler, que se lixa. Já desisti do meu plano de tentar pôr-lhe livros à frente, na esperança de que haja um que acenda o rastilho, e o gosto pegue. O rastilho está húmido desde que nasceu. Vai à força. Sugestões aceitam-se...... E cópias e composições, para ver se melhora as competências na expressão escrita.

 

Também vai bater com os costados na Khan Academy que se lixa. A bases da matemática, que anda a perder há anos, vai recuperá-las ali.

 

Outra coisa que funciona bem são os documentários. Marcha quase tudo. E é uma forma interessante de adquirir conhecimentos.

 

E é aqui que entra a parte da ajuda. Eu não sei qual é a matéria do 9º ano. Alguém com putos no 9º ano (ou que tenha feito o 9º ano há pouco tempo), me sabe dizer quais são as matérias de Ciências da Natureza, História, Físico Química, Geografia, etc.... para que eu ande à cata de documentários de jeito sobre essas matérias? Não quero que as estude, para isso serve o ano lectivo, quero tome contacto com elas num ambiente não lectivo e, sobretudo, duma forma mais atraente, sem a necessidade de memorizar as coisas, porque não vai ter testes. Só vai ter de debater sobre aquilo que viu (e que eu vi também, senão não consigo debater a coisa).

 

Não precisam de ser documentários...... dá-me ideia que há filmes de ficção que ilustram bem uma determinada época ou temática.

 

Não podem ser coisas do tipo fichas pré-feitas, com exercícios com a matéria do ano passado. Sempre achei essas fichas uma real seca pelo que presumo que sejam uma seca também para ele.

 

Se o gajo memoriza factos de astronomia à conta dos documentários que papa, porque não fazê-lo para outras matérias?

 

Para quem anda à procura do mesmo, mas para o 7º ano, há no Aventar um bom ponto de partida, com muita papinha já feita. Mas para o 9º ainda não. No fim da minha recolha, listo aqui os resultados, pode ser que haja mais quem queira proteger as paredes de casa :)

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 10.06.2012

    Hoje em dia, não é a diferença de país para país que faz com que haja mais ou menos solicitações. É o poder de compra dos pais.

    Se cá em casa existissem apenas livros, e uma televisão na sala, a coisa seria mais fácil. Mas cá em casa há 1 televisão em casa divisão (quartos dos putos incluídos), uma média de 3 computadores por divisão (quarto dos putos incluídos), consolas (todas as que já foram lançadas até hoje, à excepção da 1ª nintendo), todas as consolas portáteis (nintendo, nintendo ds, psp), pastas de jogos para todas elas, uma DVDteca com mais de 3.000 títulos, uma CDteca (toda digitalizada) com mais músicas do que as que eu consigo contar...... são as slicitações dentro de casa (portanto, que eu própria criei) que não incentivam à leitura.
  • Imagem de perfil

    PortoMaravilha 10.06.2012

    Quando me referia a solicitações referia-me às estruturas que proporcionam actividades. Vivo numa pequena cidade onde apesar de haver uma "ecole nationale de danse" (jazz e classico) ha' escolas de hip hop, capoeira, oriental, etc... Quando um prof organiza uma saida tem a possibilidade de mostrar aos infantarios, primarios, liceu diversos tipos de dança... Igual no que diz respeito às bibliotecas que iniciam os jovens muito cedo mas que também poem à sua disposição jornais e revistas gratuitas, etc. Nos temos verdadeiras redes de livrarias o que não tem por exemplo os usa... etc... Estava me a referir a todas essas solicitações.
    Não sei se ainda vou ficar dentro da argumentação: Institut de Sciences Politiques de Paris tem uma descriminação positiva. Entre varios factores tidos em conta existe a vida (estruturas) ou não de oferta cultural. Por exemplo, certos suburbios de Paris sobretude a norte são autenticos desertos com muito poucas estruturas.

    Ha' casas onde so' ha' uma televisão, não ha' livros e não é por isso que se le mais.

    E' dificil! Por isso é bom trocar ideias.

    Nuno
  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 10.06.2012

    É sempre bom trocar ideias :)

    Eu acho que são as solicitações dentro de casa que impedem a leitura, quando os livros são "apenas" mais uma das coisas disponível..... opta-se sempre pelas outras.

    Não me importaria se as solicitações fossem fora de casa...... isso significaria que não levava uma vida extraordinariamente sedentária.......
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.