Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Cara Apritel

Jonasnuts, 04.05.12

Depois do banho maria em que foi submerso o PL118, chamo a vossa atenção para mais trabalhinho de casa que vão ter de fazer, nomeadamente para a versão alternativa da coisa, desta vez apresentada pelo PCP.

 

Não, Apritel, não lhe chamam cópia privada, mas tirando o nome, o cheiro é mais ou menos o mesmo. Propõem a criação duma taxa, adivinhem lá sobre o quê? Pois é isso mesmo, sobre o acesso à internet. Taxa a ser paga pelos ISPs.

 

Eu vou ler a coisa com mais atenção, e conto escrever sobre o tema, mas com alguma calma. Não queria deixar de vos fazer chegar a informação, para que vocês possam ir jogando na antecipação (ao contrário do que aconteceu com o PL118, não é?).

 

Não tem de quê.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 09.05.2012

    Pois eu, que não sou pirata, não quero ter de pagar por algo de que não usufruo.

    Se quero um conteúdo pago por ele, não quero pagar por atacado, pela possibilidade de vir a fazer algo. E, a lei pode dizer o que quiser, mas os custos de um determinado serviço, reflectem-se sempre no preço final.

    Por último, não despenaliza porra nenhuma, porque os artistas só aderem se quiserem. Portanto, pagas uma taxa a uma entidade privada (ou que distribui para privados), para poderes partilhar alguns trabalhos de alguns artistas.

    Obrigada mas, não, obrigada.
  • Sem imagem de perfil

    gambozino 09.05.2012

    Até porque (desculpa o post duplo) se puserem um sistema de opt-out, em que tu dizes "eu não pirateio um alfinete" e não pagas a taxa, de que forma é que podem fiscalizar isso sem controlar a tua privacidade "a la" ACTA?

    Não havendo soluções perfeitas, esta parece-me boa.
  • Sem imagem de perfil

    Sérgio Carvalho 10.05.2012

    1) Não há qualquer sistema de opt-out para o consumidor de internet. É obrigado, pela lei, a comprar uma classe de conteúdos (aqueles colocados neste regime pelos autores).

    2) Não há qualquer forma de fiscalizar se a margem de lucro do ISP contém ou não o custo da taxa. É mentalmente insidioso a lei impor uma limitação que se sabe à partida ser totalmente impossível de verificar.

    Portanto, isto vai-me obrigar a ter mais custos para comprar uma classe de conteúdo que eu posso não querer.

    Obrigado mas não, obrigado.
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.