Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    JCHP 13.04.2012 20:13

    Acho bestialmente engraçado o modo como tenta (e honestamente, acho que falha redondamente) pintar a homossexualidade como uma escolha. Até parece que fala de uma situação banal em que alguém está a decidir se quer um cão ou um gato.

    Primeiro, e mais importante, a homossexualidade não é necessariamente uma escolha, do mesmo modo que uma pessoa não escolhe levar com um raio na cabeça.

    Conheço gays que simplesmente chegaram à conclusão que preferiam pessoas do mesmo sexo para relacionamentos afectivos. Às vezes através de um pouco de introspecção, outras vezes apenas foi algo que pensaram e que concordaram, que veio do nada. Também conheço uma senhora bissexual que disse que preferia a companhia de mulheres acima de homens. Uma escolha.

    Não sei como se processam as coisas em ambientes prisionais, uma vez que não conheço ninguém que por aí tenha passado, por isso não comento.

    Agora quer vir comparar suicídio à homossexualidade? O simples desnível de importância entre as duas coisas devia ser suficiente para ser óbvio que essa comparação vem de uma mente que não está a conseguir arranjar justificação decente para o argumento que quer apresentar. Tenha lá calma e arranje comparações que tenham pés e cabeça, senão não vale a pena continuar a discussão.
  • Sem imagem de perfil

    Walker Pt 14.04.2012 14:53

    A comparção com o suicidio apesar de não ter sido a minha intenção, mas que no entanto assim o foi entendida, é uma escolha radical.
    Pode ser provocado por doença?
    Pode, mas se não tentarmos perceber os motivos que levam a essa escolha nunca saberemos se é por doença ou por opção, essa intromissão nessa escolha é ou não o respeitar de uma decisão?
    E para evitar futuras confusões não estou a dizer, porque nenhum estudo chegou a essa conclusão, que a homossexualidade é uma doença.
    Esta é que é a minha questão, respeitar ou não as escolhas?
    O chamamento para o suicidio tem todos os argumentos apresentados, introspecção, preferencia, pensamento e concordancia. Para mim, esta comparação se bem que radicalisada, apesar de não ter sido a minha intenção como já o referi, é muito mais razoável do que a animalesca, a qual eu NÃO acho bestialmente engraçada.
    Pelo facto de não conseguir arranjar outro exemplo, deve analisar profundamente quem tem maiores problemas mentais.
    Por acaso este tema, apesar de não ter nenhum motivo especial para o estar a debater aqui, já me fez escrever muito mais do que é habitual, e faço-o porque, não gosto que digam por mim coisas que não escrevi, nem de provocações de pessoas com capacidades mayescas, não estamos aqui a analisar nenhuma pintura abstracta o que foi escrito está preto no branco e em lado algum eu comparei um homossexual a um animal, e eu terei sempre muita dificuldade em o fazer.
    O facto de se pedir a alguém para ter calma numa discussão demonstra na maior parte das vezes, que o nosso estado está a atingir o limite, que a nossa próxima fase será no minimo uma crise de nervos ou em casos piores de histeria, se for o seu caso então talvez este parágrafo o faça chegar lá mais depressa, e seja um catalisador para que desabafe e deite cá para fora. Eu por mim e devido a uma prática imensa de aturar dois adolescentes, ainda nada aqui me fez perder nem a calma nem a paciência.
    Se argumentos com pés e cabeça são aqueles que nos dão mais jeito, mais confortáveis a defender ou a concordar só porque sim, esqueçam lá isso vieram bater na porta errada.
    E eu que tinha achado o post do Paulo um óptimo post para encerrar esta discussão.
  • Sem imagem de perfil

    JCHP 17.04.2012 22:02

    Não, pedir calma não implica que quem está a pedir está no limite, pode também ser que a pessoa a quem se está a responder aparenta estar/já entrou numa crise que refere.

    E argumentos com pés e cabeça são precisamente os melhores argumentos para haverem numa conversa porque senão as pessoas caem em falácias desnecessárias que só tornam o tempo que demoraram a escrever num desperdício. Não os pedi porque eram mais fáceis/confortáveis de argumentar contra/a favor, mas porque se a argumentação apresentada não faz sentido, ou quem os apresentou não entende do que está a falar ou tem problemas com a transição entre o que passa da cabeça para o teclado/papel etc e então torna-se complicado montar uma contra-argumentação satisfactória . Fui suficientemente claro?
  • Sem imagem de perfil

    Walker Pt 17.04.2012 22:33

    Sim estou numa crise e é de tempo ou melhor da falta dele para ler certas coisas.
    Não.

    E o que é que o último comentário acrescentou de novo a esta discussão?
    Nada! Aah entendi é a falta de argumentos satisfatórios .
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    No twitter


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D