Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo 13.04.2012 14:26

    Realmente é longo lol Vou tentar não divagar muito.
    Em relação à comunidade prisional não posso falar porque nunca li nada relacionado com o assunto.
    Em relação à experiência da sua amiga tenho a certeza que ela não acordou um dia e pensou para si "raios, estou farta de homens, vou agora atirar-me de cabeça numa relação com uma mulher". Como já fiz referência antes, segundo a escala de Kinsey , nem todos são exclusivamente heterossexuais ou exclusivamente homossexuais, sendo que existe um meio termo, nomeadamente bisexual.
    Se calhar para a sua amiga não passou disso mesmo, de uma "viagem ao outro lado", ou então se calhar é o que ela diz a si própria como forma de minimizar uma experiência que se calhar até a fez feliz. Mas cada caso é um caso. Mas acredite que uma única experiência não faz alguém homossexual ou heterossexual também lol
    Sou gay, mas só certos amigos e familiares é que sabem. Porque é que eu não conto a toda a gente? Primeiro porque eu é que decido a quem devo ou não dizer, segundo, porque é um percurso, e cada coisa a seu tempo. É claro que quando chegar o momento não vou andar a gritar aos 7 ventos que sou gay, mas também não me vou esconder num armário… Mas da mesma forma que há pessoas que ostentam a bandeira gay, também há aqueles que ostentam a bandeira de macho latino como diz ("que eu como aquela, lhe faço isto, lhe faço aquilo, etc e tal"), mas neste caso esse não têm necessidade de se afirmar.
    Precisamos nós de afirmação? Precisaram as mulheres no século passado de afirmação para verem reconhecidos direitos e valores? Precisam minorias de afirmação? Claro que sim. Não sou um cidadão de segunda classe.
    Depende é da forma como é feita.
    Penso que quando fala em ostentação refere-se a certas pessoas cujos trejeitos são mais evidentes, ou então que se vestem de forma mais extravagante, ou então se for o caso de viver numa grande cidade, de casais que dão um simples beijo ou dão as mãos. Cada pessoa é diferente, cada um tem a sua individualidade e a sua forma de expressar o seu eu. Tenho a certeza que entes de saírem de casa não estão a pensar naquilo que vão vestir e que vai chocar mais as pessoas. Quanto às demonstrações públicas de afecto, e isto aplica-se tanto a heteros como a gays, é preciso ter um certo decoro e bom senso. Da mesma forma que acho uma falta de mau gosto ver um casal hetero aos amassos num qualquer sítio público, também o acharia se visse o casal gay. Um gesto de carinho ou afecto não deveria chocar ninguém.

    O facto de nunca se ter sentido atraído pelo mesmo sexo não foi pela sua educação, pressão ou formação, foi mesmo porque você nasceu assim.
    Também eu fui criado numa família profundamente católica, com um pai autoritário e controlador, na mesma sociedade que a sua, e no meu caso num meio pequeno. Ao crescer comecei a sentir-me diferente, aquilo que interessava aos meus amigos não eram as mesmas coisas que me interessavam. E por não me integrar tão bem começaram as agressões típicas que os adolescentes fazem a alguém que não se integra. E por isso durante anos tentei reprimir o mais que pude aquilo que a minha natureza me dizia. Cheguei mesmo a ter namoradas. Mas chegou o momento em que não conseguia mais reprimir os meus verdadeiros sentimentos. Não foi um caminho fácil aceitar-me por aquilo que sou. Ninguém escolhe seguir um caminho de sofrimento.
    Quanto às pessoas parvas, elas existem em todo o lado, quer sejam gays, heteros , brancas, amarelas…Gente parva é parva, ponto.

    Em relação ao suicídio cuidado, não o pode colocar no mesmo barco, porque o que leva ao suicídio é a depressão que como sabe é uma doença, é a falta de suporte e compreensão, é o pensar que não há alternativas. É o que leva a que a taxa de suicídio juvenil em todo o mundo seja mais elevada entre os jovens gays http :/ tinyurl.com 7he7jz8 ). Apesar de em último caso o suicídio ser uma opção, esta é o pensar que não existem opções. E regra geral quem decide suicidar-se realmente não conta aos pais, nem a ninguém, apanha toda a gente de surpresa. Que foi o que aconteceu a um amigo meu infelizmente…..
    Quanto aos seus filhos ainda bem que eles têm um pai que os apoia.
    Eu tenho a sorte de ter uma mãe que me aceita e respeita e que me ama. E isso é tudo o que um filho precisa e quer :)
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    No twitter


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D