Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Anúncios idiotas

Jonasnuts, 08.06.06
Mais um spot de Televisão (já para não falar da restante campanha) que tem uma entrada directa para o top five desta categoria.

A Opel tem uma nova campanha que serve para promover o Astra, com o conceito "Experimente antes de comprar". Normal, não conheço ninguém que não faça um teste drive antes de comprar um carro. O conceito parece-me pertinente.

O que já não me parece tão pertinente, é um dos spots que usam para ilustrar este conceito, em que um recém marido, com a recém mulher ao colo, vai devolvê-la a casa do que supomos ser o pai da nubente, com a afirmação "Depois de 3 dias de casados, cheguei à conclusão de que não serve".  Slogan - Era bom se pudesse experimentar primeiro.

Ponto número um - a mulher é reduzida a algo que se pode experimentar.

Ponto número dois - a existência da mulher não dispensa um homem, tem de estar na posse de um pai ou de um marido (já agora de um irmão, de um tio de um padrinho, qualquer coisa, desde que seja homem).

Claramente a Opel dispensa o target feminino, e acha que as mulheres não se sentem ofendidas, por serem caracterizadas como objectos que se experimentam e devolvem e descartam.

Claramente a Opel vive no passado, se ainda acha que os casais de hoje em dia não se experimentam, mutuamente, antes de casarem.

Se eu fosse mulher e andasse à procura de carro para comprar, a Opel estaria de imediato excluída da minha lista de potenciais fornecedores.


Espera.......eu SOU mulher, e ESTOU neste momento no processo de compra não de um, mas de dois carros.

Opel.....tchau.

Isto só melhoraria se eu fosse responsável pela aquisição de viaturas para a frota da empresa.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 09.06.2006

    Olá, o meu nome é Maria João Nogueira.

    Muito prazer.

    Pronto, agora já conheces um caso:) Tenho pai, tenho irmão, e tive avôs até há relativamente pouco tempo, portanto, não é por falta de elementos masculinos na família. É por opção.

    Por acaso, da última vez que testei carros (há 2 anos e meio), testei-os no máximo de ambientes diferentes.
    Obviamente que um test drive é limitado, meia hora não serve para conhecer tudo mas.......aí é que está a questão. Um carro é um objecto, que se compra. Uma mulher, em princípio, não é nem uma coisa nem outra. Pelo menos, não deveria ser.

    Por último, as experiências pré-nupciais (como lhes chamas), são mútuas.......pode não correr bem, para qualquer um dos lados, mas a verdade é que o spot de televisão não mostra uma senhora a levar o jovem marido à mãe, mostra um senhor, a levar a jovem noiva ao pai, e isso, como mulher incomoda-me.
    Incomoda-me pensar que há homens e mulheres que pensem dessa forma.

    Por isso, não compro Opel :)

  • Sem imagem de perfil

    Edson Medina 19.06.2006

    mas a verdade é que o spot de televisão não mostra uma senhora a levar o jovem marido à mãe, mostra um senhor, a levar a jovem noiva ao pai, e isso, como mulher incomoda-me.



    Presumo que se fosse esse o caso (a mulher a devolver o marido), tambem não acharias piada??



    Eu diria que estás a ser demasiado anti-misógina.



    É bastante comum um indíviduo (independentemente do sexo) chegar à conclusão de que o parceiro com que se casou é completamente diferente daquilo que parecia durante o "test-drive" (os numeros ascendentes de divórcios não me deixam mentir). Porque raio te hás de sentir ofendida com isso?

  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.