Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Hidratar a soja

Jonasnuts, 05.04.11

Quer aqui quer no twitter, muitos me perguntaram sobre esta coisa, por isso aqui fica a receita mais descritiva do método de poupança do post anterior.

 

Comprar a carne picada (de preferência daquela que é só carne e que não tem aqueles aditivos todos que aparecem em letras miúdas na etiqueta).

Comprar a soja. Há vários tipos e tamanhos de soja, mas aquela que uso é soja fina, seca. Vende-se em embalagens parecidas com a do feijão (são transparentes e dá para ver a soja lá dentro), e é leve, muito levezinha. Fora do saco fica com o aspecto da foto.

 

 

Chega em embalagens de vários pesos, mas o mais típico é a embalagem de 400Gr. O preço por Kg varia muito, mas no Continente, uma embalagem de 400gr custa €1.69.

 

No meu caso, faço a coisa a olho, mas da última vez comprei 3kg e pouco de carne picada, e 2 embalagens de 400gr de soja. No final, sobrou-me alguma soja.

 

 

Há duas formas de hidratação da soja que, mais não é do que, demolhar a dita cuja. A mesma coisa que se faz ao feijão e ao grão que compramos seco.

 

Hidratação rápida:

Pôr ao lume uma quantidade razoável de água (que aquilo absorve água como se não houvesse amanhã) e deixar ferver. Quando a água estiver a ferver, tirar a panela do lume e meter a soja lá para dentro. Certificamo-nos de que a soja está completamente coberta por água e tapamos a panela durante 5 minutos. Depois deste descanso, a soja está hidratada e é apenas preciso retirar o excesso. Num coador tira-se o excesso de água, espremendo bem a soja que deve ficar apenas húmida. Neste método rápido, recomendo vivamente algum cuidado a tirar a água, que aquela porcaria está quente para caraças.

 

Hidratação lenta:

Despejar a soja para dentro de uma taça. Encher de água até esta estar 1 dedo acima da soja. Cobrir com um pano. 24 horas depois, está pronta e seguimos as mesmas instruções de remoção do excesso de água.

 

Após o processo de hidratação (é indiferente, os dois funcionam), e depois da soja bem escorrida, meto-a na balança, e vejo se é o mesmo peso (ou menos) que tenho de carne. Junto tudo numa taça, acrescento sal e alhos cortados (para 6Kg de mistura usei 4 cabeças de alho e estou convencida de que foi pouco, mas eu sou suspeita, porque lá em casa veneramos alho). A mistura é feita da melhor forma, à lá pate. Arregaçam-se as mangas e põem-se as mãos na massa, até se conseguir uma mistura homogénea, que parece, de facto, carne e mais nada :)

 

Está feito. Eu divido em embalagens de 125gr e 250gr e congelo tudo, e vou usando à medida do que nos apetece lá em casa. Faço isto há quase 1 ano, nunca ninguém reclamou ou refilou do sabor ou consistência estarem diferentes, mesmo que com frequência esta mistura seja servida sob a forma de hamburguer, e portanto com menos molhangas a disfarçar :)

 

Dêem notícias :)

1 comentário

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.