Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Ensitel - alguns esclarecimentos

Este blog, que era uma salinha pequenita, viu-se, de repente, obrigado a fazer obras de aumento de espaço, para acolher a imensidão de pessoas que aqui chegaram, fruto da polémica em que me encontro, inadvertidamente, envolvida. Sejam muito bem-vindos e estejam à vontade. Costumo responder à grande maioria dos comentários mas, lá está, quando são 3 ou 4 é fácil, tratando-se de centenas fica um bocadinho mais complicado :)

 

 

Assim sendo, gostava só de deixar perfeitamente esclarecidos alguns detalhes que têm passado ao lado de algumas pessoas:

 

1 - O meu conflito de consumo com a Ensitel foi um episódio que vivi há quase dois anos.

 

2 - Para mim era um tema completamente ultrapassado e esquecido, e sobre o qual não voltei a escrever.

 

3 - Não quero um telemóvel novo, nem dinheiro, nem indemnizações.

 

4 - Só voltei a escrever sobre o tema porque a Ensitel me moveu este processo, despoletando toda esta onda de solidariedade para com a minha pretensão (que me surpreende e comove).

 

5 - A única coisa que pretendo, é que me deixem em paz (e aos meus posts).

 

Nem mais, nem menos.

8 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.12.2010 00:30

    Snif Snif Snif

    Cheiras a Ensitel phaaa.

    Depois do que li, ainda que a Ensitel tenha razão, nem no catálogo pego. Prefiro comprar artigos onde não processam clientes.

    Já agora, espero que rapidamente façam parte do lote de empresas que fecharam por falência.
  • Sem imagem de perfil

    tiago 30.12.2010 14:08

    r depois vaidar emprego a todas as pessoas que lá trabalham e não têm a culpa em nada disto?
  • Sem imagem de perfil

    Texy 30.12.2010 20:17

    Tiago. Quem lhe diz a si que grande parte dos empregados dessas lojas não tem culpa? Sabe por acaso o que é ética pessoal e dignidade? Não sabe! Ao colaborar com o patreonato que obriga a determinadas manobras de lesa-clientes, está o empregado a ser cúmplice de um crime e, para se ganhar a vida não é preciso baixar as calças ao patrão, excepto "pessoas" como você. Se o empregado não concorda deve ser o primeiro a denúnciar as pressões do patrão. E caso o não faça, passa a ser igual. O que infelizmente acontece em quase todas as lojas, não só na Ensitel. Mudem de emprego, mantendo a coluna vertebral intacta. A sua já se deve ter ido á muito. Lamento a sua marreca.
  • Sem imagem de perfil

    tiago 30.12.2010 20:28

    ja vi que você deve ter o emprego perfeito em que tudo são rosas e arco-iris!! Você conhece a politica interna destas empresas? Sabia que se o empregado tivesse aceitado o tlm com o risco, o mesmo seria descontado no vencimento mensal?
    Acho que cada um pode ter a sua opinião sem ser necessários ataques pessoais... Liberdade de expressão, não é isso que estamos aqui a defender? lol
  • Sem imagem de perfil

    Texy 30.12.2010 20:47

    Tiago. Vamos lá ver uma coisa. Eu já me recusei a trabalhar em empresas por discordar da política da entidadse patronal! Tenho aliás várias testemunhas do que afirmo. Mantive a minha dignidade e ética. Não prejudiquei quem quer que fosse. Por tal não concebo que um empregado/a se deixe manipular por qualquer patrão, afim de em consciência lesar clientes. Quem o faz demonstra falta de dignidade, falta de ética e de cívismo. E se eu ao abandonar esses patrões não morri, porque outros não fazem o mesmo. Somos pessoas ou somos palhaços? O que se passa muitas vezes, é que num prazer mórbido, o empregado adora lesar o cliente. E fá-lo com todo o gosto, por vezes sendo pior que a baixa moral que o patrão lhe transmitiu. Como diz o ditado: se queres um pobre soberbo, dá-lhe a chave do palheiro! Eu começa a pensar que é o dono da palha. E já agora, tenho o melhor emprego do mundo, graças a nunca baixar as calças ao patronato. A dignidade compensa. Fica a informação.
  • Sem imagem de perfil

    tiago 30.12.2010 20:58

    então parabéns pela sua integridade excepcional...
  • Sem imagem de perfil

    Texy 30.12.2010 21:30

    Tiago. Lamento sinceramente que pessoas como você achem a ética e a dignidade conceitos excepcionais! Para mim são apenas normalidades dentro da anormalidade em que este país se transformou! É pena que você pense assim. Enfim...
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    No twitter


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2005
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D