Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Ensitel

No passado dia 22 fui surpreendida, ao receber uma nota de citação pessoal.

 

Parece que a Ensitel não gosta mesmo nada dos posts que aqui escrevi sobre a minha experiência enquanto cliente deles, e acha que eu não tenho o direito de partilhar, neste meu espaço, aquilo que penso e sinto acerca da empresa.

 

Posto isto, os senhores, em vez de me telefonarem e perguntarem como é que poderiam resolver o problema, decidiram que era mais eficaz pedirem aos advogados que os representam que me escrevessem, intimando-me a apagar os posts em causa. Não pediram direito de resposta, não perguntaram como é que poderiam resolver o problema, não quiseram, sequer, saber, porque razão é que eu estava chateada com eles, não, decidiram que o que queriam era que eu apagasse os posts. Não apaguei.

 

Assim sendo, os senhores cumpriram a ameaça, e no dia 22 recebi a tal citação pessoal, que é um documento de 31 página (sim, 31) em que sou intimada pelo tribunal a constituir um advogado, e é um procedimento cautelar.

 

Basicamente querem que o tribunal me mande apagar os posts que escrevi sobre a Ensitel. Estão ali, linkados na barra da direita do Blog. São 6. Com este 7.

 

Portanto, a Ensitel não gosta que os clientes expressem livremente a sua opinião. A liberdade de expressão é muito linda e coiso e tal, mas só quando não chateia. Se chateia, já não há liberdade de expressão para ninguém.

 

Eu não minto nos meus posts sobre a Ensitel. Descrevo a situação, dou os factos, e escrevo o que penso acerca da coisa.

 

A Ensitel está a precisar de contratar uma empresa de Relações Públicas, mais do que uma sociedade de advogados. Triste é que, passado tanto tempo, ainda não tenham percebido isso.

 

Para quem tiver pachorra para a novela toda, é seguir os links.

 

Take 1

Take 2

Take 3

Take 4

Take 5

Take 6

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.12.2010 04:11

    Oh menina explique-me uma coisa: se o serviço de uma certa empresa não lhe foi cómodo a fim de rejeitar a troca do produto comprado. Que culpa temos nós disso? Por que motivo vem com cuspidelas ultrajantes sobre a justiça: da sua ineficácia, da sua falta de poder... com que propósito?
    Não entendo, sinceramente, o porquê de cair sempre em cima da justiça. Sempre a tentar "foder" o estado. Os grandes causadores da crise é o povo, que não se sabe consciencializar e embirra com o que não cabe nas suas mentezinhas. Portanto vamos ter coerência naquilo que dizemos porque ao vir para aqui com um discurso demagógico. Sem provas e muito porventura falacioso, incendiando, desta forma, a manada que de um pequeno relato faz escândalo . É preciso ter cuidado com o que se diz.
    Agir de má fé é feio e a senhora, como boa religiosa, devia saber.
  • Sem imagem de perfil

    Texy 30.12.2010 04:26

    Anónimo. Por acaso leu os relatórios sobre o que de pior Portugal tem? Não leu de certeza! Depois chamar manada á indignação e á censura á liberdadse de expressão, dizem muito sobre si e sobre o espelho que lhe projecta a imagem. Depois fartos de chicos-espewrtos anda o Zé Povinho. E assinar-se como anónimo é um sinal de cobardía. A Ensitel com certeza lhe agradecerá. Bom proveito.
  • Sem imagem de perfil

    Carlos Cardoso 30.12.2010 09:10

    Deixa lá que assinar como anónimo ou como Texy, é uma diferenca enorme...

  • Sem imagem de perfil

    Texy 31.12.2010 01:31

    Carlos Cardozo. E quem te disse a ti que Texy não é o meu nome? Agora Anónimo é que não é coisa alguma de jeito! É apenas cobardía.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    No twitter


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2005
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D