Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Os novos abutres

Jonasnuts, 28.02.10

Os novos abutres somos nós.

 

Somos todos os que se colam à televisão para ver um tsunami em directo, enquanto têm no colo o computador para ver as imagens do Chile, e pelo caminho vai-se dando uma espreitadela pela timeline do Twitter para ver como se está a aguentar a Madeira, mas mantemos as os estores recolhidos, para ver se o vendaval afinal chega ou não chega.

 

Mas, acima de tudo, os novos abutres, os mais modernos, os especialistas, são os jornalistas que não conseguem esconder uma nota de desilusão na voz, porque, afinal, o Tsunami pariu um rato.

 

A CNN começou com o Chile, mas aos primeiros avisos de tornado virou as baterias para a linha do horizonte no Hawai, e durante horas, o que se viu foi isso mesmo, a linha do horizonte, enquanto havia relatos, ao centímetro, das águas que recolhiam. Quando se aperceberam que afinal não iam conseguir transmitir em directo o desastre, a destruição, a miséria que esperavam (e que tinham empolado ao máximo), mudaram o discurso para um "felizmente" e regressaram ao Chile.

 

E nós, a papar aquilo tudo.

 

Às vezes, gostava de ser ignorante, e de viver numa terrinha perdida, sem computadores, sem televisão, sem rádio, sem porra nenhuma a não ser os meus.

 

Era, de certeza absoluta, mais feliz.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Jonasnuts 28.02.2010

    Para ter a opção de não ver precisava de mudar de vida, de cidade, de trabalho.....

    O que faço na vida (e não só) obriga-me a estar muito em cima do acontecimento, não ver é um luxo a que não me posso permitir e, não sei sequer se conseguiria, sendo a pessoa que sou hoje.
  • Sem imagem de perfil

    António Bento 28.02.2010

    Pois, olha, aguenta-te à bronca. O mal não será as TVs darem as notícias, mas darem-nas tantas vezes, tantas vezes, tantas vezes, que às tantas um tipo já nem liga. Ou às tantas, porque estão sempre a dar a mesma coisa, quer saber mais, e vá de laptop e twitter. A ironia disto é que às tantas o Quim das Perolivas sabe que um andaime partiu a cabeça a um chinês em Tian Men Po, e não se apercebeu que a vizinha passou a noite a ser espancada pelo marido. A Aldeia Global elimina a aldeia real.
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.