Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Da lã e seus gadgets

Gosto de fazer tricot. A minha mãe ensinou-me, há muitos anos, mas depois reaprendi (relembrei-me?) através dos livros. Como em português não há nada de jeito, tive de optar pelos livros ingleses. Knitting for Dummies é a minha bíblia. Desenhos giros quer para crianças quer para adultos, em português, desconheço. Só vejo aquelas revistas cheias de coisinhas do mais pimba possível, logo, compro livros ingleses, pelo que até há uma vantagem em ter aprendido os termos em inglês. Não distingo a liga da meia, mas reconheço o knit e o purl. Isto dos tricots é um mundo.

 

Claro que depois para fazer os trabalhos é mais difícil, porque os materiais recomendados nas instruções não se encontram em Portugal. Fiz uma camisola para o meu sobrinho com algodão comprado em Portugal, mas usando instruções de um livro inglês. Foram mais as vezes em que tive de recomeçar do as que gosto de me lembrar, até atinar com as medidas certas. Também pode ser porque sou maçarica, não ponho essa hipótese de lado.

 

Comprar os básico é relativamente fácil, o Corte Inglês costuma ter alguma coisa, excepto as lãs, que são tenebrosas e poucas. E a minha pergunta, se aqui passar alguém entendido na matéria é: Onde é que há, em Lisboa, um sítio onde se entre com uma lista de material, e se saia de lá aviada com as coisas certas? Que tenha as cores, e as agulhas circulares em bambu, e aquela peça para fazer cordões, e o coiso de fazer pompons, e os trava-pontos, e os terminadores de agulhas, e aquelas coisas todas giras que encontramos nos sites ingleses?

 

Caraças, para fazer dois sack-boys para os putos, tive de encomendar a lã de Inglaterra, e não há meio de chegar.

 

Sim, há instruções para fazer o Sack Boy, do Little Big Planet em tricot.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

No twitter


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D