Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Centro de Arbitragem de conflitos de consumo

Jonasnuts, 09.04.09

Sim, é mais um post sobre o conflito de consumo que tenho com a Ensitel.

 

Segui as instruções da advogada e escrevi à Ensitel a expor a situação e a denunciar o contrato e a dar um prazo (razoável) para a devolução do valor pago pelo telemóvel. Cartinha registada e com aviso de recepção. Recebi uma resposta com mais material dissuasor, e as regras da Nokia, e os danos devido a mau uso e mais bulshit do mesmo estilo. Respondi de volta, informando que não havia nenhum dano no telemóvel passível de ser associado a uso indevido. Fiquei sem resposta, claro.

 

A advogada já me tinha dito que seria pouco provável conseguir a resolução por esta via, mas recomendou-a na mesma, de forma a que num tribunal se verificasse que eu tinha tentado todos os meios, antes de recorrer à via judicial.

 

O passo seguinte, ainda na mesma perspectiva, foi expor a situação ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa. Lá fui ontem, à hora do almoço.

 

Dizem-me que a Ensitel tem um protocolo com o Centro em como aceita à partida todos os pedidos de mediação. Deixei cópias de toda a documentação e disseram-me que, rapidamente se resolveria o problema.

 

Quanto tempo é que demora esse rapidamente? Um mês e meio, dois meses. É engraçada a subjectividade do conceito de rapidez. 2 meses é uma eternidade. são 2 meses (mais os outros dois que quase leva este assunto) em que não vou poder usar um equipamento que comprei. Mas dizem-me que aí, nada a fazer. Vou fazendo posts.

 

A ASAE já me escreveu, na sequência das reclamações que apresentei. Dizem que estão a estudar o assunto.

 

A Ensitel tem o aparelho do seu lado. Os prazos, o tempo que demoram os processos, os trâmites legais. Pensando bem, eu já andaria feliz da vida a usar o meu telemóvel novo há muito tempo, se o pusesse a arranjar na Nokia. É com isso que a Ensitel conta.

 

Vejo mais pessoas com o mesmo problema, pode não ser a mesma avaria técnica, mas é o mesmo tipo de atitude da Ensitel, de descartar responsabilidades, e de lavar as mãos dos problemas que criou aos seus clientes. Vejo também que, como eu, mais pessoas querem exactamente a mesma coisa. Extinguir a relação comercial que as une à Ensitel. Quem trata assim os seus clientes não deve admirar-se com o facto destes quererem fugir o mais rapidamente possível de qualquer relação com a empresa.

 

 

(Veja também Ensitel take 1, Ensitel take 2, Ensitel take 3, Ensitel take 4, ou salte directamente para o Ensitel take 6)

 

 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Mario Martins 31.12.2010

    Exma Sra, li o seu blog e acho que tem toda a razao, em reclamar. Habito na Suica ha 22 anos, e um caso como o seu aqui, nao acontece, as emprezas sao correctas. Adoro o meu Portugal, pois a terra nao tem culpa, dos maus politicos e gestores, que temos. Nao sao capazes de fazer as grandes emprezas respeitarem as leis, nao sao capazes de administrar, os dinheiros publicos, nao sao capazes de nada, que nao seja defender os interesses deles e dos partidos. Sinto- me triste pois gostaria de ver o meu Portugal,com prestigio no
    Mundo e nao como pobres de espirito, que tiveram prestigio nô passado, mas zone e o que se ve. Os meus cumprimentos para si, e os meus parabens por ter ido ate ao fim. Se fossemos topos como a Sra, teriamos talvez outro Pais.
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.