Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

Acessibilidade

Jonasnuts, 21.05.08

Hoje estive em Aveiro, por causa disto.

 

Não pude assistir a tudo, mas vi as 2 primeiras apresentações.

 

Achei a primeira um conjunto bem composto de lugares comuns, com muitas referências ao Steve Jobs, como agora é prática, uns slides com imagens engraçadas, umas ideias recicladas de que já ouvi falar algumas 200 vezes. O apresentador tem ar de ser muito bom naquilo que faz, mas para apresentador não serve. Deixou-me quase a dormir. Este factor pode ter jogado contra a apresentação seguinte, porque eu já estava meio embalada no sono, e pronto. Uma coisa muito académica, muito monocórdica, muito..... como é que hei-de dizer isto..... chata, pronto.

 

Se calhar o defeito é meu. Deve ser meu, porque a maioria dos presentes bateu palmas, e se não tivessem gostado não tinham batido palmas, certo?

 

Mas, houve um momento que eu acho que deve ser repetido, porque foi inovador, divertido, e teve o condão de, em décimas de segundo, acordar a assistência.

 

O Pedro Custódio, que andava na azáfama organizadora da coisa, decide descer as escadas do auditório de uma forma mais veemente. Acho que os pés não acompanharam a veemência do cérebro e decidiram ir mais devagar. E vai de dar uma espalhafatosa e aparatosa queda. Mas, isto contado nao tem piada nenhuma. Foi um bate cu daqueles à desenho animado.....em que olhamos para trás e conseguimos ver a coisa em câmara lenta, com banda sonora a acompanhar. E nunca mais acabava. E via-se os pés, e depois a cabeça, e depois os pés outra vez, e os sons, os baques, as exclamações (de dor por parte do próprio e de êxtase, por parte da assistência, provavelmente admirada com a complexidade técnica da acrobacia).

 

Sim, as gargalhadas que se ouviram quase imediatamente foram as minhas. Não há nada como um bate cu para me fazer rir. Um tralho aparatoso faz-me soltar uma gargalhada. É inevitável. Mesmo quando sou eu a cair, a primeira coisa que faço, ainda no chão, é desmanchar-me a rir, normalmente até às lágrimas.

 

Eu proponho a mesma actuação para o Codebits. Se o Codebits for no mesmo sítio, aquelas escadinhas da Gare Marítima de Alcântara cairão quem nem ginjas (quer dizer, quem cai é o Pedro, mas vocês percebem). Aliás, vou mais longe. Vamos fazer disto a imagem de marca de eventos do SAPO. Em qualquer evento do SAPO, o Pecus vai, quiçá até se arranja um fatinho de spandex com lantejoulas, e atira-se das escadas abaixo.

 

Eu acho que é sucesso garantido. Eu ia.

1 comentário

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.