Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Idiotas? Eu adoro idiotas. Tenho imensos amigos idiotas.

Se esta nova lei dos cigarrinhos serviu indirectamente para alguma coisa, foi para criar, pelo menos em mim, uma indisfarçável animosidade em relação às pessoas que agora passam por um fumador, que se encontra a fumar um cigarro, na rua, no cumprimento da lei, e olham com um arzinho de bem-feita, grande mula, que andaste a poluir os pulmões de pobres indefesos ao longo dos anos. Agora fumas à chuva e ao frio, que é para veres o que é bom para a tosse. Ora, o que é bom para a tosse já eu sei, tendo em conta que fumo, seus estúpidos.

Também me custa ver o arzinho comprometido de alguns fumadores envergonhados, que escondem o cigarro, e que disfarçam, tentam fazer passar a coisa como fumo social, isto não é vício, eu deixava de fumar já amanhã se quisesse. Um pouco mais de personalidade, seus conhos.

Lamento imenso, mas todo e qualquer ar sobranceiro que me dirijam enquanto eu estiver a fumar um cigarro, seja lá onde for, leva de volta um ar de "queres ir lá para fora resolver o assunto?". Dou-te uma tareia, não digo com uma mão atrás das costas, mas pelo menos, com o cigarro no canto da boca. Normalmente encolhem-se e remetem-se à sua insignificância de onde nunca deviam ter saído. Se gostam assim tanto de ver os outros a cumprir a lei, que vão depressa declarar às finanças o dinheiro que andam a receber pela porta do cavalo, por fazerem uns recados ao senhor engenheiro, quando em simultâneo recebem o cheque do fundo de desemprego. Pobres, de finanças e de espírito.

Alonguei-me numa direcção diferente da original. Que se lixe. Em blogs mandam as regras que os posts sejam pequenos, mas como já repararam, eu gosto pouco de ser mandada.

Então hoje, numa das minhas descidas à rua para fumar um cigarro, sozinha, oiço de raspão uma conversa entre dois caramelos que passam por mim. Perguntava um, mas o que é que tu tens contra os gays? Respondia o outro, eu não tenho nada contra os gays, até tenho imensos amigos gay..... e depois foram-se, demasiado longe do alcance do meu ouvido que, informo, é de tísica.

Sempre me fez espécie esta afirmação que as pessoas atiram, como que para se defenderem de uma qualquer acusação. Racista? Eu não sou racista. Até tenho amigos de cor (quando dizem "de cor" está tudo lixado, pelo menos se a conversa for comigo, mas isso fica para outro dia).

Com a sexualidade é a mesma coisa. Homofóbico? Eu? Nem pensar. Eu até tenho amigos gay.

Interessante, esta coisa de terem de se justificar com pretensas amizades. Eu tenho poucos amigos, bons, mas poucos. E salvo raras excepções, não sei, nem me interessa a sua orientação sexual. Quero lá saber se gosta de homens, se gosta de mulheres, se gosta de cães de gatos ou de ovelhas. Não é a sexualidade de outro que define ou condiciona a minha amizade.

É semelhante a outra, que também ouvi hoje (ou ontem). Mas tu gostas assim tanto do Freddie Mercury? Não sabias que ele era gay?

O que me leva ao título do post.

Idiotas? Eu adoro idiotas. Tenho imensos amigos idiotas.

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Edson Medina 19.01.2008 19:30

    Realmente... Ok, o que há mais por aí é pessoas que gostam de ver o parceiro lixado, neste caso, a apanhar frio e chuva para fumar. Não me surpreende.

    E o mais correcto seria o quê? Irem os não-fumadores para a chuva?
    Ou morrerem todos de cancro em conjunto?
  • Imagem de perfil

    esquisito 19.01.2008 21:59

    Edson, não percebeu o que eu quis dizer...

    Eu, como NÃO fumador, convicto mas não fundamentalista, estou muito contente por finalmente ser proibido fumar na maior parte dos sítios (isto ignorando por momentos as excepções que andam agora a interpretar na lei). Num mundo ideal, não seria necessária a proibição, porque todos os fumadores iriam respeitar os não fumadores, mas sabemos que isso não acontece...

    A minha frase que citou foi relativamente ao que a Jonas disse acerca daquelas pessoas que têm um prazer mesquinho em ver os outros sofrer. Como é óbvio não foi contra os não fumadores como eu.

    E agora também digo outra coisa, aqueles que fumam por vício, deviam aproveitar agora para deixar de fumar, os fumadores convictos deviam "lutar" para que sejam criados espaços onde se possa fumar. Porque tal como às vezes era mau eu e alguns amigos virmos para a porta dos bares para conseguir respirar, também agora será mau em muitas circunstâncias os fumadores terem de vir para a rua.
  • Sem imagem de perfil

    Edson Medina 19.01.2008 22:25

    Num mundo ideal, não seria necessária a proibição, porque todos os fumadores iriam respeitar os não fumadores, mas sabemos que isso não acontece...

    É precisamente por isso que muita gente retira agora prazer de vê-los ao frio e à chuva. :)

    Eu acho triste apenas.

    Só agora é que muita gente começa a perceber o quão viciados estão, e a consciência é o primeiro passo para a cura.

    Tenho muitos amigos que reduziram drásticamente a quantidade de cigarros que fumam diáriamente, e nem sequer o fizeram com muito esforço (porque esforço é fumar à chuva).
  • Imagem de perfil

    jonasnuts 20.01.2008 00:22

    As pessoas que retiram qualquer prazer no desconforto do próximo são idiotas. Ponto assente.

    Eu não quero uma lei que privilegie uns e prejudique outros. Quero uma lei que permita a todos, escolherem onde querem ir.

    Não entendo o gozo das pessoas que nunca disseram porra nenhuma, e que agora se armam em paladinos da saúde dos pulmões dos outros, aqueles que pensam: esta lei é boa porque imensa gente vai deixar de fumar.

    Acho muito bem que os não fumadores tenham os seus direitos protegidos, sempre me pautei por esse tipo de práticas, mas gostava de saber porque é que os fumadores são cidadãos de segunda, e não vêem os seus direitos igualmente protegidos.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    No twitter


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2005
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D