Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jonasnuts

Jonasnuts

De tímido a estrela do rock

Jonasnuts, 10.11.07
Como tenho andado a frequentar o hospital da Luz, tenho também frequentado, mais do que quero, o Colombo. Odeio centros comerciais, e o Colombo é o rei dos centros comerciais. Só mesmo se tiver que ser, e de preferência, nunca ao fim-de-semana.

Estive no Colombo ontem, com o meu filho, ao fim do dia. Entrámos nos sítios que não se evitam, a Fnac por exemplo, comemos qualquer coisa, e a caminho da saída entrámos na Vobis. Só para dar uma volta e tentar encontrar o impossível, um gadget que ele ainda não tivesse, de preferência não muito caro.

Ali no meio, um jogo em demonstração. Guitar Hero. Os olhos do Gui até saltaram. Estava a ser usada, claro. Aproximamo-nos. O puto que estava a jogar, no nível de dificuldade médio, devia ter vinte e poucos anos. Estava entusiasmado. Mas quando chegou ao fim, foi muito simpático. Olhou para o meu puto e disse, queres experimentar? O meu puto, que é extraordinária e assustadoramente tímido (já se sabe a quem é que ele NÃO sai, neste aspecto), acenou que sim. O puto que estava com a guitarra tenta ser mais simpático ainda, e diz, ok, então eu vou pôr isto no easy, que é para ser mais fácil. Não é preciso, digo eu.
O Gui pega na guitarra, eu ajeito-lhe o comprimento da banda que segura. Sem medos, vejo-o escolher a música, a última disponível (as últimas são sempre mais difíceis), e vejo-o escolher a categoria, Hard.
Tunga. Começa a tocar. O puto que lhe tinha cedido a vez tinha o queixo no chão. E dizia e eu a pensar que era bom". O Gui, sabem, o tímido, até parecia outro. A gostar das luzes da ribalta. A falar com o recém amigo, e a dar-lhe dicas, e a explicar como é que fazia. Sem nunca deixar de tocar. No final, terminou a música com 86%.

Tirou a guitarra, os olhos riam. Despediu-se do parceiro.
Fomos embora, com ele todo cheio de si mesmo, a contar a história e a revivê-la.

Hoje, nos planos matinais do que fazer, sabendo-se à partida que iríamos ao Hospital da Luz, pergunta o Gui, ó mãe, podemos ir à Vobis?

E fomos, e estava lá o mesmo puto, e foi um reencontro. E o puto, que já tinha assistência própria, anunciou o Gui, se vocês acham que eu sou bom, vão ver este aqui a tocar. O meu puto parecia um peru. E foi, e tocou, uma ainda mais díficil, não conseguiu completar à primeira, mas não desistiu, persistiu e concentrou-se. E conseguiu completar a  música, com 76%.

Pensar que tem o brinquedo há menos de um ano :)
Reminiscências do passado, o vídeo que podem ver a seguir:

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.