Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]









Related Posts Plugin for Blogs

Caro Obama

por jonasnuts, em 18.01.14

Um teu antecessor na casa branca, claramente mais visionário do que tu, escreveu umas palavrinhas às quais deverias dedicar a tua atenção.

 

"They who would give up essential Liberty, to purchase a little temporary Safety, deserve neither Liberty nor Safety."

 

Benjamin Franklin

 

Tradução livre: Aqueles que estão dipostos a abdicar liberdades fundamentais, para obter um pouco de segurança temporária, não merecem nem Liberdade nem Segurança.

 

Link para fonte em inglês, para te facilitar a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Truca-Truca

por jonasnuts, em 18.01.14

Já que o coito – diz Morgado –
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menina ou menino;
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca-truca.
Sendo pai só de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou – parca ração! -
uma vez. E se a função
faz o orgão – diz o ditado –
consumada essa excepção,
ficou capado o Morgado.

 

Natália Correia motivada por uma intervenção de João Morgado.

 

Substituir "Morgado" por qualquer alternativa, daquelas que para aí andam a afirmar que "As realidades familiares naturais são compostas por um homem e uma mulher e orientadas para o nascimento e a boa educação dos filhos." Bem sei, bem sei, dava para uma lista telefónica nacional, mas assumo que a Natália nos perdoaria a liberdade "poética".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para que lado me viro?

por jonasnuts, em 18.01.14

Estes têm sido uns tempos em que não sei bem para que lado me virar.

 

Não me refiro, como é evidente aos fait divers (ler à inglesa) dos granizos, e das lágrimas do Rolando, e à marquise que construíram para a estátua do outro senhor, nem ao debate panteónico. Refiro-me a coisa verdadeiramente importantes e relevantes e com impacto real nas nossas vidas.

 

 

Entre o circo NSA e o discurso estéril do Obama, a ameaça à neutralidade da rede, à palhaçada do tema da co-adopção, à "consulta" que a União Europeia está a fazer aos interessados sobre temas relacionados com direitos de autor, uma pessoa não sabe muito bem para lado se virar. Juntando a isto questões profissionais e pessoais que não exponho, ando desnorteada (e atulhada, já agora).

 

São temas que me interessam, e sobre os quais tenho opiniões vincadas, mas apesar de ser mulher, dou-me melhor monotematicamente. Gosto de me concentrar, durante um período de tempo, numa determinada temática, e ao longo do tempo, tem sido possível fazê-lo. Mudam-se os tempos, e neste momento, preciso de endereçar todos estes temas. Preciso de escrever sobre a coisa. Não porque o que eu escrevo seja importante, ou vá mudar alguma coisa, mas porque é importante para mim.

Acredito, verdadeiramente, que a informação é o maior poder. E a desinformação também. A desinformação repugna-me, sobretudo quando há desonestidade intelectual metida ao barulho (que é quase sempre), daí que acho que um dos meus poderes (meus e de qualquer outra pessoa que queira), é a capacidade de informar. Se uma pessoa ficar mais bem informada porque leu aqui qualquer coisa (mesmo que depois tenha de ir atrás de mais informação), já acho que foi útil.

 

Não sei para que lado me vou virar, mas, a julgar pela profusão de temas, vou ter de me virar para muitos lados. Basicamente, vou andar tonta. O que, convenhamos, não é propriamente uma estreia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2013

por jonasnuts, em 31.12.13

2013 não foi pior que 2012, que por sua vez não foi pior que 2011. O que, no meu caso, não é dizer muito, porque 2011 foi um ano muito mau. Há um ano fiz o meu pedido para 2013 (auto-link), e, não tendo sido o ano prometido, também não foi extraordinariamente mau. Conheço quem tenha tido substancialmente pior. 2013 não deixa saudades, mas, se olhar bem para trás, podia ter sido horrível, e por umas semanas, teve tudo para ser o pior ano da minha vida. Não foi.

 

Obrigada por isso.

 

Deixa ver o que nos reserva 2014.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os filhos dos governantes

por jonasnuts, em 23.12.13

Nesta época, parece que todas as estações de televisão tiveram a mesma ideia. Fazer reportagem à boca das...... chegadas dos aeroportos. A nova geração de emigrantes vem passar o Natal a casa, e a entrevista da praxe comove-me, como mãe. Não quero ser uma potencial entrevistada, daqui a meia dúzia de anos.

 

Logo de seguida, um governante qualquer, nem lhe fixei o nome, fala das vantagens que esta saída do país representa, quer para os jovens, que vão aprender, quer para o país, que fica com belíssimos embaixadores lá fora.

 

O presidente da república, o mesmo discurso, da diáspora enquanto representante dos valores portugueses, e aproveitar esta vaga que saiu (e continua a sair), para criar oportunidades lá fora.

 

Meus senhores...... a não ser que estejam disponíveis para mandar os vossos filhos e os vossos netos, calem-se. Vão mesmo puta que vos pariu. Se eu quisesse que o meu filho fosse embaixador de qualquer coisa tinha-lhe feito a cabeça para relações internacionais.

 

O desplante com que estes cabrões falam dos sacrifícios que impõem aos outros tira-me do sério.

 

Ah, e feliz Natal, e toda a restante fruta da época.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nicles, égalité, fraternité

por jonasnuts, em 13.12.13
Aparentemente, França aprova espionagem na Internet sem necessidade de autorização e em tempo real.
É o que diz a notícia do Público.
Mes amis, vous etes fôdidossss.

(Com um agradecimento à Shyznogud e à Catarina M. por me terem apresentado às complexidades do calão francês)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tributo a Mandela

por jonasnuts, em 12.12.13

 

Giro.

 

Por outro lado..... contem o número de empregados brancos que constam do vídeo.

 

Ainda há muito por fazer. Ali e em todo o lado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu fim-de-semana

por jonasnuts, em 08.12.13

Gosto muito daquilo que faço. E é uma pescadinha de rabo na boca, a coisa. Gostar muito daquilo que faço ajuda-me a ser melhor naquilo que faço. E eu acho que sou boa naquilo que faço.

 

Há, no entanto, vertentes do meu trabalho que eu odeio. São raras, mas existem, e também têm de ser feitas. Ora, se gostar do que faço me torna melhor, não gostar de algumas coisas, torna-me pior nessas coisas. Isso, aliado ao meu sentido crítico, fazem com que as coisas de que eu não gosto de fazer saiam sempre uma cagada. Bem podem, de fora, dizer: "não está assim tão mau" ou "para quem é, bacalhau basta", ou "já vi pior" ou ainda "vai chegar". Eu não quero que chegue, eu quero que seja excelente. E, venha de lá o mais pintado dizer-me o contrário, eu sei que estou longe de ser excelente nesta matéria. Não gosto disto, pronto, nada a fazer.

 

Não posso dizer do que se trata, mas os meus dias, ultimamente e sobretudo este fim-de-semana, passam por sentir-me um peixe fora de água ou, como ele diz, ando a patinar.

 

 

Espera-me uma noitada de saltos de carapau para o lodo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Quando, no parlamento da Nova Zelândia, foi aprovada a lei do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

 

E não acontecerá, em Portugal, porque as manifestações na Assembleia da República parece que são ilegais, certo?

 

É pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Because

por jonasnuts, em 04.12.13

A música que prefiro, a todas as outras, dos Beatles. E, ao contrário do que é habitual, até prefiro ligeiramente mais uma versão feita por outra pessoa, no caso o Elliot Smith (esta versão faz parte da banda sonora do Good Will Hunting - foi assim que lá cheguei).

 

Just because.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)